Notícias

14
Jan/14

Prefeito diz que continuar a atacar pontos mais crticos durante perodo da chuva


Humberto: “Nós temos três médicos contratados para prestar atendimento na UPA e muitas vezes não conseguimos contar com eles todos os dias do mês”.

O prefeito Humberto Santa Cruz afirmou em entrevista ao programa Informativo Cultura da Rádio Cultura FM de Luís Eduardo Magalhães, nesta segunda-feira, 13, que a secretaria de Infraestrutura do município intensificará o trabalho de prevenção e manutenção nesse período de chuvas mais constantes. “Vamos atacar os pontos mais críticos da cidade”, disse, citando como exemplo a obra de contenção realizada no Canal da Rua Ilhéus no bairro Santa Cruz, em outubro do ano passado.

Segundo Humberto a solução definitiva para os problemas de infraesturutra enfrentados pela cidade todo ano durante o período de chuva é a finalização do projeto de drenagem das águas pluviais. “Enquanto esse projeto não for concluído continuaremos com dificuldades. Luís Eduardo Magalhães é uma cidade muito plana. Na época da aprovação dos loteamentos no Mimoso I e II não se considerou o leito e a nascente do Rio dos Cachorros. Hoje, todo projeto aprovado preserva esses pontos”, explicou.

O prefeito explicou ainda que entre novembro e dezembro de 2013 choveu metade do previsto para esse ano – 750 milímetros – o que contribuiu para o aumento dos buracos e dos transtornos. Questionando sobre a erosão que provocou um enorme buraco em uma rua que liga o bairro Santa Cruz e o Florais Leia, Humberto garantiu que a prefeitura irá ajudar na reconstrução da via.

“Já entramos em contato com o empresário dono do loteamento. Vamos fazer uma parceria pra resolver o problema. A obra é da loteadora, mas a prefeitura não vai fugir da sua responsabilidade”, disse, destacando ainda que vai continuar em busca de recursos federais tanto na esfera estadual, quanto federal e que não descarta a possibilidade em adquirir uma usina de asfalto para o município. “Tenho pensado seriamente comprar uma usina de asfalto pra que consigamos, não só durante a chuva, mas durante o ano todo realizar um asfaltamento e um tapa buraco de qualidade”, pontuou.


Lixão – Sobre o lixão localizado no bairro Cidade Universitária o prefeito Humberto Santa Cruz espera ter uma solução, até agosto deste ano, prazo dado pelo Ministério do Meio Ambiente para a implantação do Plano Nacional de Resíduos Sólidos. “Estamos em andamento com o Plano Municipal de Saneamento, inclusive devemos ter audiência pública no final desse mês ou início de fevereiro para tratar dos ajustes finais desse plano. Para fazer um novo Aterro Sanitário, eu tenho de esperar a finalização do Plano Municipal de Saneamento Básico”, disse.

De acordo com o prefeito houve uma melhoria no lixão e a Secretaria de Meio Ambiente e Economia Solidária, tem procurado diminuir o impacto ambiental que existe no local. “É um problema de mais de 20 anos de nossa cidade e eu vou resolver ainda esse ano”, comentou.

Mais Médicos
– As reclamações da população quanto a falta de médicos na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) também foi pauta da entrevista desta manhã. O prefeito, novamente, destacou que o grande problema nos dias de hoje é fazer com que os médicos queiram trabalhar em municípios do interior. “Nós temos três médicos contratados para prestar atendimento na UPA e muitas vezes não conseguimos contar com eles todos os dias do mês”, justificou, lembrando que a UPA atende casos de emergência e que após 24h de internação o paciente deve ser encaminhado para a unidade hospitalar de referência.

Humberto lembrou ainda que o município se cadastrou no Programa Mais Médicos do Governo Federal e que espera ser atendido para, deste modo, melhorar ainda mais o atendimento à população do município.

Fonte:ASCOM, Prefeitura de LEM,
()
  Curta nossa pagína
  Publicidades