Notícias

20
Fev/14

Me luta para matricular filha na rede municipal de ensino de LEM

Bom dia Sigi Vilares,

Meu nome é ELIZETE SILVA E SOUZA OLIVEIRA, sou moradora no município de Luís Eduardo Magalhães há 17 anos e como muitas outras pessoas dessa cidade, venho sofrendo para conseguir uma vaga do ensino fundamental nas Escolas Municipais.

Sigi Vilares gostaria muito que Vossa Senhoria publicasse através do seu Blog, os abusos que vem ocorrendo em nosso município, mas precisamente através dos atos praticados pela Secretaria Municipal de Educação.

Sou mãe de ALICE SOUZA CARDOSO, menor, com 12 anos de idade, que se encontra fora da sala de aula por falta de vagas no município, e ás aulas se iniciaram no dia 10 de Fevereiro, e até agora não conseguiu fazer a matrícula de sua filha na rede municipal, e a criança está sendo prejudicada, podendo ter o ano letivo todo comprometido por estar perdendo o início das aulas.

Já tentei por diversos meios fazer a matrícula de minha filha nas Escolas Municipais que oferecem o ensino fundamental, ficando até em filas, mas de nada adiantou, pois quando chegou a minha vez as vagas já estavam preenchidas por pessoas que nem mesmo estiveram presente nas Escolas. Caso muito estranho ocorreu na Escola Municipal José Cardoso de Lima, onde a Diretora relatou que as vagas existentes naquela unidade escolar eram reservadas à pessoas indicadas pela Secretaria de Educação.

Sigi Vilares, isso é exclusão social, discriminação. O município não pode deixar o aluno fora da escola simplesmente por ele ser pobre, por ele ser menos favorecido, um exemplo disso meu amigo, é o que acontece todos dias em frente a Escola José Cardoso, onde todos nós vemos os melhores carros nacionais e importados pararem na frente para deixar e pegar alunos.
Nesse caso, a Escola José Cardoso só existe para os ricos. Criança pobre não pode estudar nessa escola. Claro que há exceções, pouquíssimas exceções de crianças pobres que estudam naquela unidade escolar. Temos que tentar mudar o histórico dessa escola, o povo não pode aceitar e muito menos deixar de reivindicar seus direitos como cidadão.

Luís Eduardo Magalhães – BA, 19 de fevereiro de 2014.

Atenciosamente,
ELIZETE SILVA E SOUZA OLIVEIRA

Fonte:Blog do Sigi Vilares/Participao do Internauta. Mande seu e-mail: [email protected]
()
  Curta nossa pagína
  Publicidades