Notícias

20
Set/12

Adolescente realiza aborto e esconde feto em Barreiras


Os peritos da Polícia Técnica no momento em que encontram o feto.

A polícia civil de Barreiras tomou conhecimento através do Hospital do Oeste (HO) que havia naquela unidade de saúde uma adolescente de 16 anos internada devido problemas de saúde decorrente de um aborto que a mesma havia cometido.

Logo que recebeu a informação o delegado titular da primeira delegacia do complexo policial Dr. Joaquim Rodrigues, enviou uma equipe de policiais civis até o HO para ouvir informalmente a adolescente.

Para o investigador Washington, a jovem disse que de fato havia cometido um aborto e ainda apontou o local onde havia ocorrido e onde tinha enterrado o feto.

Segundo relatos da adolescente, ela teria cometido o aborto por pressão do pai do bebê, que é casado e ao ter descoberto que a amante estava grávida pediu para que a mesma abortasse.

A adolescente estava grávida de aproximadamente três meses e cometeu o aborto em uma casa que pertence a um amigo que havia lhe emprestado as chaves da residência.

Após cometer o aborto a adolescente envolveu o pequenino feto em papel higiênico, colocando em seguida em um saco plástico de lixo, cavando uma cova rasa e enterrando no quintal da residência onde praticou o aborto.

Após confessar ter cometido o aborto e onde havia enterrado, o Departamento de Policia Técnica (DPT) entrou em cena e com uma equipe de peritos foram pra a residência indicada pela a jovem, localizada no bairro Loteamento Rio Grande.


O feto foi recolhido e removido para o IML do complexo policial de Barreiras.

Na residência foi localizado, em uma cova rasa, o feto enterrado. Logo em seguida, o feto foi removido para o IML.

O proprietário da residência onde o crime ocorreu já foi ouvido pela polícia e confessou ter emprestado as chaves da casa para a adolescente, mas que não sabia que a mesma estava grávida e que cometeria tal ato.

A adolescente, após receber alta do HO, esteve na manhã de ontem, quarta-feira,19, esteve no complexo policial para ser ouvida pelo delegado Joaquim Rodrigues. "Estamos investigando minuciosamente todos os detalhes que envolvem esse caso. Iremos intimar a pessoa apontada pela garota como sendo  seu amante e consequentemente pai do bebê, que esta sendo acusado de ter induzida a adolescente a praticar o aborto; que tipo de medicamento ela tomou para induzir o aborto e quem conseguiu ou vendeu para ela o medicamento; se ela contou com a ajuda de outra pessoa na hora que abortou e enterrou o feto; tudo será investigado"; disse Dr. Joaquim Rodrigues.

Fonte:Do correspondente do Blog do Sigi Vilares em Barreiras, reprter Naldo Vilares
()
  Curta nossa pagína
  Publicidades