Notícias

12
Mar/15

Barreiras: Carga de pluma de algodo cai de carreta na BR 242 e pega fogo


A carreta descia a serra, quando na curva, a carga caiu na via


Com o asfalto quente, a carga de pluma de algodão pegou fogo


O fogo foi controlado pelos bombeiros









A carreta que transportava a carga de pluma de algodão


Na tarde de ontem, quarta-feira, 11, por volta das 16h, um fato inusitado ocorreu na BR 242, na altura do KM 25, cerca de 25 quilômetros do centro de Barreiras, sentido Luís Eduardo.

Uma carreta, que trafegava sentido Barreiras, transportava uma carga de pluma de algodão, quando descia a serra, em uma curva, a carga pendeu para o lado, a grade de proteção quebrou e parte da carga caiu na pista. Em seguida, a pluma de algodão pegou fogo. O corpo de bombeiros foi ao local e apagou as chamas que já atingiam o mato ao lado da rodovia.

Em entrevista ao repórter Toni Oliveira, na manhã desta quinta-feira, 12, no programa Patrulha RB, da Rádio Barreiras, o policial rodoviário federal Jailton contou que uma das causas para que a carga pegasse fogo, seria o fato dos veículos emitirem faíscas dos seus escapamentos. “A pluma de algodão é um produto muito fácil de pegar fogo. Não sou perito, mas as faíscas que saem dos escapamentos dos carros já são suficiente para incendiar uma carga dessa”, disse o policial.

Asfalto quente - Outra hipótese levantada no local do acidente é a de que o asfalto quente tenha contribuído para que a carga pegasse fogo. "Eu acredito que o atrito do fardinho de algodão com o asfalto quente tenha sido a causa do incêndio. O algodão é muito sensível, o próprio atrito do arame que prende o fardinho; se houver um atrito entre eles em cima do próprio caminhão, ele já pega fogo. Então com a queda e o atrito com o asfalto quente, isso pode sim pegar fogo”, revelou o bombeiro Diogo Spengler, do corpo de bombeiros de Posse/GO e responsável na região oeste da Bahia pela empresa Sucesso Cursos e Treinamentos.

Fonte: Reprter Fernandez Fernandes/Blog do Sigi Vilares
()
  Curta nossa pagína
  Publicidades