Notícias

14
Jan/22

Em Barreiras, Secretaria de Assistncia Social e Trabalho realiza balano de cadastramentos nos Programas Sociais em 2021

Em 2021, um total de 42,39% da populao foi cadastrada no Programa Auxlio Brasil

A Prefeitura de Barreiras, por meio da Secretaria de Assistência Social e Trabalho, realizou um balanço dos cadastramentos em programas sociais do Governo Federal feitos em 2021, e contabilizou 67.190 pessoas cadastradas no Cadastro Único – CADÚNICO, esse número representa, 42,39% da população do município, de acordo com a última estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística/IBGE.

O Índice de Gestão Descentralizada – IGD, está em 0,87,97%, este, é um índice que varia de 0 a 1, e mede os resultados da gestão descentralizada do Sistema Único de Assistência Social – SUAS, ou seja, a atuação da gestão na implementação, execução e monitoramento de benefícios, programas, projetos e serviços da assistência social. Este índice coloca a Secretaria de Assistência Social e Trabalho de Barreiras como uma das melhores da Bahia.

“Este resultado só foi possível com uma série de ações desenvolvidas pelas equipes do Programa Bolsa Família, agora Auxílio Brasil, dos seis Centros de Referência de Assistência Social e do Centro POP. Ao todo, foram 53.388 atendimentos, destes, 15.585 foram atualizações cadastrais, o que possibilitou às famílias o recebimento do benefício de transferência de renda tanto federal, quanto municipal”, destacou a secretária de Assistência Social, Karlúcia Macêdo.

Com a mudança do Programa Bolsa Família para o Auxílio Brasil, possibilitou que mais 2.478 novas famílias passassem a receber o benefício. Ao todo, em 2021, o programa federal repassou às famílias cadastradas em Barreiras, o total 32.649 benefícios, no valor anual de R$4.532.302,00.

“Para atingir as famílias residentes em toda a extensão do município, além dos atendimentos nos CRAS, atendimentos telefônicos e por meio do  WhatsApp,  foram organizados 22 mutirões itinerantes. Esses eventos levaram as equipes às comunidades e bairros para facilitar o acesso aos serviços assistenciais. Estas ações itinerantes, priorizaram as comunidades rurais, em especial aquelas mais distantes da sede do município, oportunidade em que as técnicas visitavam casa a casa, fazendo busca ativa das famílias em situação de vulnerabilidade atendidas ou não pelo CRAS de referência” disse a gestora do programa Auxílio Brasil,  Maritânia Carvalho.

Fonte:Dircom PMB
()
  Curta nossa pagína
  Publicidades