Notícias

18
Out/13

Unio pela preservao do centro histrico de Barreiras


Vereadora Marileide em seu gabinete, com Ignez Pitta, Toni Lacerda e Gelson coordenando a visita


Ignez, vereadora Marileide e o fotógrafo Gelson no início da visita ao centro histórico




Igreja Católica São João Batista que ficou pronta no de 1925


As irregularidades não demoram aparecer: Construção no centro histórico recentemente demolida



O descaso com a história da cidade é visível no centro histórico de Barreiras




Vereadores e a historiada Ignez Pitta em um dos prédios que precisa de restauração, o telhado está comprometido


No Cais e Porto

O Projeto de Lei nº 084, de 23 de setembro de 2013, dispõe sobre implantação do programa "Cultural Memória Viva”, de autoria da Vereadora Marileide Carvalho, com o apoio da professora e historiadora Ignez Pitta, e visa proteger o centro histórico da cidade de Barreiras.

Marileide coordenou e convidou todos os vereadores para uma visita aos vários pontos do centro histórico para verificar os vários prédios e construções que fazem parte do patrimônio histórico da cidade.

Além de Marileide, compareceram a visita, o presidente Carlos Tito, Dra. Graça, Alcione Rodrigues, Núbia, Digão Sá e Otoniel Teixeira.

A assessoria foi dada pela professora e historiada Ignez Pita, além do membro do Território Cultura Gelson Santos e o fotógrafo Toni Lacerda que tem inúmeros registros de como era e como está o patrimônio histórico.

O projeto de Lei visa contribuir para o cumprimento da Lei Municipal nº 678/2003, que dispõe sobre a proteção do Patrimônio Histórico Artístico e Natural do município e criar órgão competente, onde segundo a vereadora Marileide, será feito uma comissão para realizar o tombamento das construções existentes, coibindo e obedecendo a lei que proíbe a demolição das construções no centro histórico que fazem parte do patrimônio histórico.


O antes e o depois: Onde hoje há uma torra existia uma residência


Moças passeiam pelo centro histórico, ao fundo a residência que foi demolida

A professora e historiadora Ignez Pitta é uma pessoa que incansavelmente tem lutado a favor do patrimônio histórico de Barreiras. A historiadora tem inúmeras fotos de como era o início da cidade e como está hoje. Ela relatou que "muitas construções foram feitas de forma irregular, sem o mínimo respeito e obediência a lei de nº 578/2003, onde realizaram demolições de residências e prédios, modificando assim o patrimônio histórico. Daí a necessidade desta luta e cobrança através deste projeto, com a ajuda dos vereadores, já que diversos gestores municipais autorizaram obras indevidamente, contribuindo para a perca da identidade histórica de Barreiras", denunciou ela.

A professora apontou e mostrou foto de uma torre que foi construída e autorizada no local onde havia uma residência que não deveria ser demolida, torre esta que fica ao lado da catedral da Igreja Católica São João Batista, conforme fotos.

A prioridade do Programa Cultural "Memória Viva", que está incluso no projeto é zelar pela preservação das mais variadas áreas de interesse histórico-cultural, onde prestará o auxílio ao Instituto do Patrimônio Histórico Nacional (IPHAN), a realização de lazer e cultura em locais abandonados, além de diversas outras propostas.

Na visita, foram apontadas outras construções que estão sendo demolidas indevidamente, por isso a necessidade desta iniciativa de cobrar e fazer esta comissão impedindo futuras demolições no centro histórico.

Houve a visita também ao Colégio Municipal Costa Borges que há a pretensão de se instalar a DIREC, mas a preocupação e a tentativa de demolição ou mudanças no prédio, além da visita ao antigo matadouro que fica no bairro de Barreirinhas e onde se encontra abandonado a muitos anos, mas que poderia servir de local para a utilização da cultura e lazer dos barreirenses.


Colégio Municipal Costa Borges


Antigo matadouro, em Barreirinhas


Antigo matadouro em Barrerinhas abandonado há muitos anos

Fonte:Reprter Jadiel Luiz/Blog do Sigi Vilares
()
  Curta nossa pagína
  Publicidades