Blog do Sigi Vilares - 7 Anos
 

Notícias

19
Jun/17

Como responder à pergunta “qual o seu pior defeito?”

Essa é a Dica Microlins de hoje



Entrevistas de emprego são momentos importantíssimos nas nossas vidas, e os resultados delas podem mudar muitas coisas e trazer grandes oportunidades de crescimento. E é justamente por isso que você não pode bobear e não se preparar com dedicação. Já falamos sobre o que você não pode falar em uma entrevista de emprego, as principais mentiras e as pegadinhas mais comuns, mas como devemos responder à pergunta “qual o seu pior defeito?"

Por que os recrutadores fazem essa pergunta? Essa pergunta tem a finalidade de verificar se o candidato tem consciência de suas limitações e conhece bem suas habilidades e competências. Se o candidato é capaz de fazer uma autoanálise e expor todas as fraquezas profissionais, consegue também expressar que tem conhecimentos sobre o que precisa melhorar para conseguir um melhor desempenho.

Não existe uma resposta pronta - Cada um tem suas particularidades, pontos fortes e fracos. Por isso, é preciso refletir sobre o que você tem mais dificuldades de realizar quando o assunto é trabalho. Mas tente tratar seus defeitos como pontos de desenvolvimento, nos quais você está trabalhando para melhorar.

Não responda de forma vaga e sem contextualização, por mais simples e comum que seu defeito seja: uma resposta direta e sem explicações pode ser entendida como falta de comprometimento com o processo seletivo ou até mesmo com o próprio ato de melhorar.

Concentre-se nos pontos profissionais - Não misture as coisas. Falar sobre aspectos pessoais quando o recrutador perguntar sobre seu maior defeito não é uma boa ideia. Dizer coisas sobre sua vida pessoal não vai satisfazê-lo. A preocupação da empresa nesse momento é saber sobre a sua conduta no ambiente de trabalho. Se o seu defeito pessoal tiver também reflexos fortes na vida profissional, tente contextualizar situações em que ele se fez presente e como você está trabalhando para agir de modo diferente. Não tenha medo de ser honesto, você não vai perder pontos com o recrutador ao apontar um defeito se demonstrar o que está fazendo para melhorar isso.

“Perfeccionista” ou “exigente” estão fora de questão - Respostas clichês como essas não são bem vistas por nenhum recrutador. Qualquer coisa que seja entendida como uma qualidade deve ser evitada. Por exemplo, se você é tímido e se candidatou para uma vaga no departamento de recursos humanos, pense antes da entrevista o que você tem que fazer para melhorar esse ponto, já que parte do seu trabalho envolve falar com pessoas que você não conhece. O mais importante é ser honesto e mostrar autoconhecimento.

Não dê a mesma resposta ao falar sobre qualidades - Normalmente acompanhada das respostas clichês, a atitude de colocar uma mesma característica como defeito e qualidade passa ao recrutador a ideia de que você não se conhece ou até mesmo que não está sendo plenamente sincero.

Por exemplo, em uma entrevista para uma vaga em recursos humanos, se você listar a sinceridade como uma qualidade, o entrevistador entenderia que você não se limitaria na hora de advertir um funcionário que costuma se atrasar demais, o que, caso contrário, poderia ser ruim já que o intuito é justamente deixar claro para ele que isso precisa mudar. Mas ao colocar a mesma característica como um defeito, você se contradiz, e no fim só dá a impressão de que estava fugindo da pergunta.

Responda sobre algo que atrapalharia você na vaga escolhida - Muita gente sabe os problemas em responder essa pergunta de forma artificial e não muito clara, mas também caem na armadilha de tentar apontar uma característica que não os atrapalhariam na vaga escolhida.

E é nesse momento que sua pesquisa prévia sobre a empresa à qual você se candidatou entra em jogo: procure um aspecto a ser melhorado em você mesmo que pode atrapalhar você durante a realização de suas atividades nessa empresa caso seja contratado. Isto vai fazer o recrutador perceber que você tem conhecimentos sobre a atividade que pretende desempenhar e como melhoraria os processos de trabalho.

A entrevista de emprego é uma oportunidade muito importante para que o profissional destaque-se diante dos outros concorrentes e chame a atenção – de maneira positiva – do recrutador. Para que você tenha sucesso na sua entrevista, não deixe de conferir também algumas dicas de como melhorar sua linguagem corporal e quais perguntas você pode fazer ao recrutador.

Venha para a Microlins! Quer estar ainda mais preparado para o mercado de trabalho? A Microlins pode ajudar você nessa jornada rumo ao sucesso profissional. Conheça os cursos da Microlins. Estamos esperando por você!

Fonte:Informe Publicitário
()
  Curta nossa pagína
  Publicidades