Notícias

05
Abr/13

A comunidade pediu e as autoridades atenderam: Novo Paran vai ganhar segurana


A sala de aula ficou lotada



Na noite de ontem, quinta-feira, 4, a sociedade civil organizada da comunidade do Novo Paraná se reuniu novamente no Colégio Municipal São Paulo para debater a segurança pública do local.

Conforme já havíamos noticiado, professores, pais, alunos, comerciantes e a população de forma geral, já havia se reunido na terça-feira, 2, para debater o problema.

Na noite da última segunda-feira, 1, o colégio foi invadido por um adolescente que espancou um aluno, ameaçou professores e funcionários da escola.

Desde então, os professores se negam a voltar a dar aulas.


As autoridades presentes na reunião

A reunião

Na reunião de ontem, 4, os moradores do Novo Paraná contaram com a presença do secretário municipal de segurança, Alecrim. Com ele vieram o secretário da indústria e comércio Ondumar Marabá, a secretária de educação Vera Stresser, o novo comandante da guarda municipal, o soldado Gilmar, e o diretor de segurança da secretaria municipal de segurança, o sargento Romenil.


A secretaria de educação Vera Stresser

As boas novas

A primeira a fazer o uso da palavra foi a secretária de educação. Vera Stresser informou que o colégio da localidade será reformado e após pedidos informou que o colégio vai ter o muro concluído. Outra boa notícia foi que os alunos do Colégio São Paulo vão começar a contar com o projeto Semeando o Futuro. A secretaria de educação firmou um convênio com o Clube Aliança e toda a estrutura estará disponível, uma vez por semana para os alunos do colégio. “Aqui no Novo Paraná tem o clube que tem uma ótima estrutura, como campo de futebol, piscina. Vamos trazer nossos professores para atender com cinco modalidades esportivas todos os nossos alunos”, revelou ela.


Ondumar Marabá

O secretário da indústria e comércio também fez uso da palavra e disse que os jovens do Novo Paraná precisam ter uma ocupação e prometeu trabalhar em prol de atrair indústrias para a localidade gerando emprego e renda para todos. “Minha busca constante é por emprego e criar uma sustentabilidade para esta comunidade. Vamos buscar junto a iniciativa privada investimento para gerar empregos e assim resolver boa parte dos problemas do Novo Paraná”, disse Ondumar Marabá.


O secretário de segurança

O secretário de segurança, Alecrim, respondeu as indagações dos presentes e mostrou firmeza no sentido de resolver o problema. “Na segunda-feira, 9, já teremos aqui neste colégio uma guarnição da guarda municipal. O nosso comandante Gilmar, sempre que possível, estará junto com a tropa. Quando ele não poder, poderemos contar com o sargento Romenil. O que o município pode fazer nesse momento é botar a guarda no colégio nas noites de segunda à sexta”, disse o secretário.


A população presente



Na reunião, os presentes indagaram o secretário com relação a presença da polícia militar no povoado. O secretário informou que irá pedir aos comandos da polícia militar e CIPE/Cerrado mais rondas para a localidade. Alecrim informou ainda que está trabalhando junto ao comando da 5ª CIA para tornar a companhia independente, o que vai facilitar o trabalho e melhorar a segurança de todos. “Com a 5ª CIA independente iremos dobrar o número de policiais e de viaturas em nosso município e assim poderemos construir um posto policial no Novo Paraná”, revelou ele.

Alecrim disse ainda que está criando o estatuto da guarda municipal e que depois o próximo passo é enviar para a câmara um projeto de lei para armar a guarda. “Todas as cidades acima de 50 mil habitantes podem ter uma guarda armada. Porque LEM não pode? Trabalho a 10 anos com segurança privada. Um vigilante faz um curso e sai com o porte de arma. Porque um guarda municipal, treinado e preparado não pode usar arma? Temos que contar com nossa guarda como mais um força de segurança para o nosso município. Com treinamento adequado, os nossos guardas poderão proteger nosso maior patrimônio que é o cidadão”, concluiu ele.


Sargento Romenil

O sargento Romenil, diretor de segurança, viu com bons olhos a movimentação dos moradores do Novo Paraná. “Essa reivindicação da população é bem vinda para a secretaria de segurança, pois consegue apresentar um diagnóstico da situação. Nos comprometemos com esta comunidade. Vamos nos manter presentes com a guarda municipal. Com essa parceria entre os educadores e a comunidade, vamos conseguir realizar um trabalho muito positivo no Novo Paraná”.


O comandante da guarda municipal

O comandante da guarda, Gilmar Rocha, também fez uso da palavra “Estou me comprometendo com esta comunidade. Vamos desenvolver um trabalho a partir de segunda-feira e pode ter certeza vamos conseguir devolver a paz aos professores e alunos do Novo Paraná”, prometeu ele.

Após a reunião, os professores, pais, alunos e todos os presentes saíram satisfeitos da reunião.

A professora Miriam Rosa disse que a reunião foi positiva. “Foi sim, muito positiva. Foi muito bom ter aqui a presença dos nossos representantes, ouvindo os nossos desabafos e angustias”.

A professora ainda apontou uma das causas para o problema. “Nossos jovens e adolescentes não têm uma ocupação, mas com alguns projetos que estão sendo propostos para a comunidade vão ajudar resolver o problema”.


A guarda municipal vai se fazer presente no Novo Paraná

A diretora do Colégio São Paulo, a professora Dulce Terezinha, viu com bons olhos a reunião. “Foi muito produtiva. A vinda da guarda municipal vai inibir a ação de arruaceiros. Ela vai trazer a tranquilidade que a comunidade precisa. Gostei também da promessa que o muro do colégio vai ser concluído. Sendo assim, isso também vai dar mais segurança para o colégio”.

Fonte:Blog do Sigi Vilares
()
  Curta nossa pagína
  Publicidades