Notícias

04
Dez/12

Fraudador usa foto e nome de casal no facebook para fazer convite de sexo grupal

Um homem e uma mulher estiveram na delegacia de Polícia em Barreiras na noite desta segunda–feira, 03, informando que por meio de suas fotos copiadas do perfil no facebook, foi criado um novo face usando seus dados pessoais, e informações falsas estão sendo postadas na rede social, inclusive fazendo um convite malicioso a quem se interessar em fazer troca de casais, ou seja, sexo grupal.

Na mensagem do fake, como é conhecida esta criação fraudulenta na linguagem virtual, o fraudador acrescentou até o preço de R$ 20,00 a hora, cobrado pelo casal, de quem se interessar na proposta de sexo livre. Ao registrar denúncia na noite de ontem, o homem declarou a polícia civil que sua ex-mulher é a principal suspeita do crime virtual.

A postagem aberta ao público está gerando sérios constrangimentos ao casal que solicitou a investigação do caso. “Eu analiso com o máximo cuidado as pessoas antes de aceitar no meu grupo do face, e somente ela tem essas informações poderia querer me prejudicar desta forma”, declarou o produtor.

A presidente Dilma Rousseff sancionou na semana passada, um projeto de lei que tipifica delitos cometidos pela internet no Código Penal. O texto prevê pena de detenção de três meses a um ano, além de multa, para quem invadir computadores alheios ou outro dispositivo de informática, com a finalidade de adulterar, destruir ou obter informações sem autorização do titular.

A presidente sancionou o texto sem vetos na última sexta-feira, 30, e a publicação ocorreu nesta segunda-feira, 03, no "Diário Oficial da União". “A lei entra em vigor em 120 dias após a data da publicação”.

A sanção do projeto segundo os principais veículos de comunicação do país ocorreu principalmente após o roubo de 36 fotos íntimas da atriz Carolina Dieckmann, que foram parar na internet.

Fonte:Al Al Salomo
()
  Curta nossa pagína
  Publicidades