Notícias

08
Mai/14

Sade pblica de Barreiras mais uma vez criticada por vereadores



Na sessão desta terça-feira (06/05), vários assuntos foram abordados pelos vereadores, com destaque para a calamidade estabelecida na infraestrutura no entorno e nas instalações da feira livre da Vila Rica denunciada pelo vereador Otoniel Teixeira (PC do B).

O vice-presidente vereador Eurico Queiroz (PPS), ocupou a tribuna para fazer fortes críticas à maneira como a secretaria da saúde vem sendo conduzida no município, para o vereador, o fato de ser da base do governo não o impede de falar em prol da população sobre as desmandas não atendidas na saúde.

Outra denúncia trazida pelo camarista foi à forma desrespeitosa e truculenta com que o senhor Márcio de Melo Pita, Coordenador da Vigilância Sanitária de Barreiras vem tratando os comerciantes, empresários e contribuintes. “Esse chefetizinho senhor presidente, não respeita nem sequer Dr. Nailton Almeida que é secretário de Meio Ambiente, sem contar as inúmeras denúncias de assédio moral que o mesmo tem praticado contra servidores municipais”. Denunciou o vereador.

Em tom de desabafo a vereadora Karlúcia Macêdo (PMDB), asseverou: “Não adianta apenas ficar aqui criticando secretários e chefes de setor quando nós sabemos que quem nomeia é o prefeito, é ele o responsável pelos desmandos da saúde e pela truculência do Coordenador da Vigilância Sanitária. Nós temos que parar de ficar dando parabéns ao prefeito porque ele asfaltou uma rua, se o resto da cidade estátodo destruído”. Desabafou Karlúcia.

Usando da palavra a vereadora Marileide Carvalho (PSL), denunciou a situação dramática e o descaso vivido por familiares de vítimas que dão entrada no Instituto Médico Legal - IML de Barreiras. “Nós temos que fazer alguma coisa senhor presidente, o desrespeito é total, tenho acompanhado de perto o sofrimento das pessoas para obter a liberação de um corpo, os médicos plantonistas não estão nem ai, o descaso é total”. A vereadora ainda abordou a situação inaceitável do esgoto de sangue que escorre do IML pela calçada e alcança as casas nas proximidades.

Em fala conclusiva dos trabalhos, o presidente Tito disse que se trata de um órgão estadual, mas que dentro das limitações legais e prerrogativas da Câmara irá solicitar as providências cabíveis.    

Fonte:ASCOM Cmara Municipal de Barreiras.
()
  Curta nossa pagína
  Publicidades