Notícias

05
Nov/12

Polcia Civil no est sendo comunicada das tentativas de homicdios ocorridas em LEM

Na quinta-feira, 1, Iuri da Silva Maurício, de 28 anos, levou três tiros enquanto caminhava pela rua Ibitiba, no bairro Santa Cruz. o mesmo foi socorrido pelo SAMU até a UPA onde recebeu atendimento médico.

Na tarde de ontem, domingo, 4, Romão Julião dos Santos foi encontrado por populares caído na praça Aldo de Gandi, no bairro Santa Cruz.

Romão havia levado um tiro no pescoço. O mesmo foi socorrido para a UPA e depois transferido para o Hospital do Oeste, em Barreiras.

Ninguém no local soube informar que atirou no rapaz.

A polícia civil informou que em nenhum dos dois casos foi informada,

Um agente disse que essa falta de comunicação atrapalha as investigações. “Precisamos ser comunicados imediatamente. Às vezes isso leva dias ou até semanas e atrapalha a nossa investigação. Uma apuração que poderia começar pouco depois do crime, acaba iniciando dias depois, quando a vítima recebe alta e vem comunicar o fato. Quando alguém é socorrido pelo SAMU ou da entrada em qualquer unidade de saúde, pública ou privada, vítima de tiro, facada ou algo parecido, a polícia civil precisa ser informada. Isso acontece em todo o país, menos em LEM", desabafa ele.

A preocupação do agente civil se justifica. Um foragido da justiça, que é vítima de homicídio, pode ser atendido e liberado de uma unidade de saúde sem ser incomodado.

"Segurança é um conjunto. Todos nós temos nossa parcela de obrigação para com ela", encerrou o investigador.

Fonte:Blog do Sigi Vilares
()
  Curta nossa pagína
  Publicidades